sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

De Novo, Um Recomeço

Não é a primeira vez que eu faço uma mudança de blog. Creio que todos, ou grande maioria, já me liam quando eu estava em outros lugares. Pois bem, mais uma agradeço a lealdade que vocês demonstram por mim ao me seguir apesar dessas constantes mudanças de ares.
As coisas que me levaram a mudar para cá são as seguintes:

1) Não que eu acredite em "forças negativas", mas na falta de uma explicação sicologicamente mais simples vai essa mesmo. O outro blog estava por demais associado à idéia da obrigação de escrever, o que, embora estimule muitos a continuar postando, é extremamente broxante e não me inspira nem um pouco.

2) Outra causa puramente psicológica é que eu sentia a necessidade de mudança para refrescar os neurônios e dar a eles maior liberdade para criar (até aqui tem funcionado).

3) Tão idiota quanto as outras duas é essa última: o título. Como foi o Antônio quem me deu o primeiro impulso para criar um blog (amém, muitississíssimo obrigado), o título do blog foi na linha das interjeições, tal qual o dele, e isso meio que manteve um vínculo que auxiliou-me até um momento, mas que a partir desse tal momento me refreou, sei lá por quê, ninguém é mestre absoluto das coisas que se sucedem entre as próprias orelhas. Então criei esse blog novo, para tentar um novo caminho, voar com as próprias asas, e finalmente deixar o ninho quemomentista (risos), tirando um peso virtual das costas do meu irmão-por-escolha. E quero sinceramente pedir que ninguém insinue que eu fui mal-educado ou insensível ao fazer isso ou dizer aquilo, por que o Antônio é um dos que eu tenho em mais alta conta, excetuando-se dessa regra da insinuação ele próprio, que sabe que pode vir me falar se não gostar de algo.

E o título até rende um parágrafo ou dois. Não o título mesmo, mas a busca por ele.
Eu estava a meses ansiando pela criação de um novo blog, desde as férias de inverno mais ou menos. Como eu era (notem o uso do pretérito - é que eu espero ter deixado essa caracteristica para trás, e farei tudo o que puder para que isso seja verdade) muito procrastinador, acabei deixando para agora essa tarefa. Tinha um título em mente, que era, na minha concepção (e até onde eu sei desses assuntos, no fim é minha concepção mesmo que importa), muito bom, e só não o digo aqui para que não desprezem o título atual tão penosamente encontrado, mas quando fui ver no Google se já existiam blogs com aquele nome minhas suspeitas tenebrosas se confirmaram: existiam pelo menos 6, não lembro exatamente quantos, mas para mim qualquer número diferente de zero já era um blog com nome igual, e isso não pode. Atentem para o fato de que estava incubando esse título há meses, e não poder usá-lo não foi uma das minhas mais agradáveis experiências.
Recuperado do choque, adentrei mais uma vez no meu cérebro na demanda por um título razoável. E pouco tempo depois voltei com a luminosa idéia de botar por título algo relacionado com a escrita, ou com a Língua Portuguesa, pouco importava. Mas depois de procurar um pouco mais, notei que não fui o único a ter a tal luminosa idéia. É de espantar quantos blogs tem como título "Etc" ou "Reticencias". Tentei "Et Caetera", e existe também. "Três Pontinhos" não faz exatamente o meu tipo, embora não tenha preconceito nenhum. A propósito, uma hora dessas falarei sobre isso; até lá, fica dito aqui que certas atitudes, de minha parte, que alguém pode achar preconceituosas, só o são por que gosto de ter muitos amigos, e gosto dos meus amigos, apesar de que alguns são preconceituosos (mesmo afirmando o contrário) suscitando em mim essas atitudes que falei a pouco. Explico melhor: as vezes para manter um amigo é preciso evitar, por exemplo, falar de novela; por que isso pode provocar nele uma onda de homofobia e aos poucos ele vai deixando de ser seu amigo de verdade. (Por incrível que pareça, essa atitude que descrevi agora, mesmo tendo outro objetivo, pode parecer preconceituosa a olhos novos. Então, se a leitura deste pedaço de parágrafo por acaso faz com que você tenha uma imagem negativa de mim, esqueça o que leu. Se não, ótimo! Meu objetivo foi alcançado. E se nem entendeu esse meu texto truncado, tão melhor que a primeira opção).
Voltando ao título.
Depois de esquecer a idéia luminosa, pus-me a escrever todos os títulos que me vieram à cabeça, mesmo os mais estapafúrdios que eu tinha certeza que não sairiam do papel. Ao final dessa brainstorm, eu tinha 16 títulos no papel. Risquei alguns, descobi que outros já existiam (é pessoal, o número de blogs cresce a cada dia: concorrência pra caramba) e no fim optei por este, tão a ver comigo. Na minha concepção, é claro, por que talvez vocês achem "MasAhh" mais a minha cara. É uma questão de ponto de vista, e depois de pensar muito, uma sequela do pensamento é que a minha opinião importa bastante pra mim.

Finalizando, quero dizer que só não faço a lista habitual de primeiro post explicando os assuntos que falarei aqui por que "definir-se é limitar-se" e creio que não haja um assunto que não possa ser abordado.

Um feliz 2009 para todos nós, e vida longa ao Sequelas!

Abraço!

6 comentários:

Kari disse...

Vou começar comentando sobre o "últimos dias". Sabe, aqui (mais perto do Equador), anda muito quente. Mesmo É MUITO QUENTE MESMO. O ventilador está atrás de mim, ligado no máximo e ainda assim eu estou com calor... Nunca se comprou tanto garrafão de água aqui em casa...
Mas ei... Eu sei que hoje deu uma esfriada por aí, não foi????
E dia 15 eu tô chegando por essa tua terrinha, visse? Vou ver se o calor daí é como vocês falam mesmo...

E, fico feliz que 2008 tenha sido um bom ano. Espero que, ao acabar, possas dizer o mesmo de 2009...

Agora vou ler esse texto e entender a mudança e já volto pra comentar...

Beijão

Kari disse...

Uma vida longa e produtiva, né moçinho?
Espero que a falta de obrigação de faça aparecer mais vezes... Estava morrendo de saudade de ler o que escreves, visse?
Essa semana me encontrei com a Candy e ficamos um bucadinho de tempo conversando sobre tu...
Quando ao blog, mudar é sempre bom... Ajuda a mente... Refresca a memória... Enfim, que o "Sequela" seja bem vindo e que viva muito!!!!

Tudo de melhor nesse novo ano para nós!!!!

Beijão pra tu e fico feliz que estejas de volta!

Kari disse...

Encontrei com ela ao vivo...
Ela está passando uns dias aqui em Recife...
Mas ei... Quem sabe a gente não se encontra quando eu estiver por aí?

Beijão pra tu

Kari disse...

Marquinhos, ele mora em POA e disse que não é longe de Novo Hamburgo não...
Vamos sim nos encontar... No msn eu pego teu telefone, tá?

Beijão

Anônimo disse...

Obrigado por Blog intiresny

Bibiana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.